Para utilizar las funcionalidades completas de este sitio es necesario tener JavaScript habilitado. Aquí están las instrucciones para habilitar JavaScript en tu navegador web.

Novos felinos nas Reservas de Conservação da Explora

Explora conta com duas Reservas de Conservação localizadas em Puritama (San Pedro de Atacama) e Torres del Paine no Chile para proteger a fauna do local. É por isso, que cada um deles possui armadilhas com câmeras fotográficas, o que permite registrar alguns animais em perigo de extinção.

Em meados deste ano, as câmeras registraram uma mãe puma com seu filhote em Puritama e um gato Geoffroy em Torres del Paine, o que é uma grande descoberta e alegria para a Explora e outras organizações com as quais trabalham há mais de 10 anos por o bem-estar desses animais.

RESERVA DE CONSERVAÇÃO PURITAMA

Localizado no fundo de um desfiladeiro andino do deserto de Atacama, cobre uma área de 7.000 hectares no vale do rio Puritama, incluindo as fontes termais de Puritama, onde a vegetação nativa e a abundante flora e fauna oferecem um oásis para inúmeras espécies.

Em 2010, a Explora decidiu instalar câmeras para registrar a presença de mamíferos dentro da reserva. Atualmente, são 20 que se encontram ao longo da reserva e são monitoradas em conjunto com a ONG Alianza Gato Andino, além de guias e funcionários da Explora, que se uniram às expedições para instalação e revisão de câmeras.

Até agora, foi possível registrar os três felinos presentes no Altiplano andino, que são: o puma, o gato andino e o gato colocolo. O último registro obtido é muito importante, pois se observa uma mãe puma com um filhote, onde ambos estão vocalizando.

“Além do registro anedótico da vocalização, isso é tremendamente relevante, pois representa uma reprodução bem-sucedida de pumas dentro da Reserva, o que enfatiza a necessidade de continuar mantendo a proteção não apenas do puma, mas também do restante do ecossistema que Puritama abriga”, comentou Nicolás Lagos, coordenador no Chile da Alianza Gato Andino.

RESERVA DE CONSERVAÇÃO TORRES DEL PAINE

Localizada no setor nordeste do Parque Nacional Torres del Paine, Explora possui duas fazendas que são a verdadeira expressão da riqueza da Patagônia. Elas incluem diferentes ecossistemas, como a floresta magalhânica, a mata pré-andina, as estepes e o deserto patagônico. Dois rios atravessam as fazendas acompanhados por pântanos, lagoas e outros corpos d’água. Esta terra é o lar dos gaúchos da Patagônia, que, em sua vida cotidiana, continuam praticando suas antigas tradições.

Na Patagônia, foram registrados avistamentos de pumas, gato de Geoffroy e gato Colocolo ou dos Pampas, sendo este último o mais raro dos três, com poucos registros na região de Magalhães.

Este ano foi observado nas câmeras da Explora um gato Geoffroy, que é um felino relativamente comum na área de Torres del Paine e seus arredores, mas ainda é importante poder verificar se existe um local na Reserva onde os indivíduos podem ser mantidos desta espécie, que foi intensamente caçada no passado.

PROTEÇÃO DOS FELINOS

Existem várias organizações que se preocupam e zelam pelo bem-estar desses animais, como Phantera, AGA e Geoffroy’s Cat Working Group (GCWG), entre outras. É muito importante proteger o bem-estar dos felinos, já que geralmente estão no topo da cadeia alimentar e, como tal, controlam tudo o que acontece na cadeia. É por isso que manter as populações felinas saudáveis ​​em um local significa que o ecossistema é saudável e funcional.

“Isso é muito importante, pois graças a esses organismos e instituições, busca-se não apenas proteger e cuidar da fauna e dos ecossistemas, mas também contribuir para o bem-estar humano e mitigar os efeitos das atividades humanas no planeta”, afirmou Nicolás Lagos, coordenador no Chile da Alianza Gato Andino.

[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]