Para utilizar las funcionalidades completas de este sitio es necesario tener JavaScript habilitado. Aquí están las instrucciones para habilitar JavaScript en tu navegador web.

As abelhas Rapa Nui estão entre as abelhas mais saudáveis do planeta

Abelhas e outros polinizadores como beija-flores, borboletas e morcegos estão cada vez mais ameaçados. No planeta existem cerca de 20 mil espécies de abelhas, sendo estas as principais polinizadoras.

Como em toda a América, as abelhas foram introduzidas em Rapa Nui com a chegada dos sacerdotes por volta do ano 1850, e desde então permanecem polinizando mangas, abacaxis, bananas, goiabas e flores neste território.

Um estudo do Centro de Empreendedorismo Apícola da Universidade Mayor (Ceapi Mayor) e da Corporación Apícola Chile (Cach), juntamente com o apoio da Fundação para a Inovação Agrária (FIA), revelou que as abelhas da ilha estão livres de patógenos (ácaros, vírus e bactérias) que estão presentes no resto do continente e que são responsáveis ​​por 60% das mortes de colmeias em todo o mundo, por isso a apicultura insular é muito limpa e não apresenta resíduos perigosos que possam passar para ou mel.

PRODUÇÃO DAS COLMEIAS

O pouco contato com o continente e um clima quente constante fazem com que a colmeia se mantenha ativa durante todo o ano, assim como a floração das plantas, ao contrário do continente.

Isso se reflete na produção anual de mel de cada colmeia, onde podem produzir entre 90 e 120 quilos na ilha e 20 quilos no continente.

Christine Pont-Hill é uma guia Explora em Rapa Nui e atualmente tem três colmeias. Ela começou essa prática como hobby há 10 anos vendendo produtos, como mel, mel com própolis ou chicha de mel. Comentou que a flora tropical da ilha confere ao mel características diferenciadas, já que são abelhas saudáveis ​​não requer o uso de antibióticos ou outros medicamentos, o que confere valor agregado ao produto local que o torna único no mundo.

É por isso que o Serviço de Agropecuária (SAG) implantou em 2019 um regulamento que busca cuidar da produção local de mel e seus derivados, regulamentando a renda de produtos apícolas, abelhas vivas e material apícola em geral.

Cuidar das abelhas e criar consciência é essencial, pois estudos realizados nas últimas décadas mostram que o número de espécies tem diminuído em todo o mundo, sendo elas responsáveis ​​pela polinização de 85% das culturas alimentares e frutíferas do mundo.

“O valor da abelha vai além dos produtos que vendemos, mas é essencial para a biodiversidade do planeta. É por isso que participo de feiras e cursos aqui na ilha para informar e compartilhar sua importância no ecossistema”, Christine Pont-Hill, guia Explora em Rapa Nui.

[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]