Vale Sagrado dos Incas Peru. Hotel e explorações de Luxo

Machu Picchu & Vale Sagrado

Sobre o Vale Sagrado

Localizado no sopé das montanhas onde uma vez proliferou a civilização Inca e ziguezagueando pelas águas calmas do rio Urumbamba, Valle Sagrado reúne uma mistura singular de beleza natural que atraiu exploradores e viajantes durante centenas de anos.

VIAGEM A UM PASSADO GLORIOSO

O Império Inca, também conhecido como Tahuantinsuyo, foi a civilização mais importante da América do Sul antes da chegada dos espanhóis. Espalhou-se mais de 4.000 quilómetros, do sul da Colômbia até o Chile central, construiu aproximadamente 40.000 km de rotas e reuniu 10 milhões de pessoas sob a mesma unidade política e cultural.

A capital deste poderoso império foi erguida no coração dos Andes peruanos: A cidade de Cusco, rodeado por majestosas paisagens montanhosas e vales férteis. Entre eles o Valley Sagrado foi escolhido pelos incas para construir algumas das suas mais importantes obras arquitetônicas e desenvolver os complexos terraços de irrigação que, até hoje, são usados para o cultivo de alimentos.

Localizado entre Cusco e a cidade sagrada de Machu Picchu, o Valle Sagrado se estende ao longo do traço do rio Urubamba, abrangendo diferentes povos coloniais ainda marcados pelo legado dos Incas e é considerado o lugar que deu origem aos melhores grãos de milho do Peru.

Machu Picchu, inca empire, unique wonders, Peru

A CONSTRUÇAO DE UN IMPÉRIO

Uma das grandes conquistas do Império Inca foi o desenvolvimento de arquitetura e construção de milhares de quilômetros de rotas que ligavam o vasto território onde eles governavam.

A chegada de Pachacutec Yupanqui ao poder no século XV começou o período de esplendor desta civilização. Ele é creditado com a construção de complexos religiosos como Coricancha, o principal templo para adorar o deus sol Inti em quíchua, e Ollantaytambo, uma cidade alojamento com grandes paredes de pedra localizadas estrategicamente para dominar o Valle Sagrado.

As ruínas de estes e outros monumentos dão conta da capacidade dos Incas para construir. O principal material que utilizaram foi a pedra, e com isso desenvolveram técnicas que despertam o interesse dos historiadores e arqueólogos há mais de 500 anos atrás, tais como levantar enormes paredes encaixando pesados blocos de pedra sem o menor espaço entre um e outro.

UN IMPÉRIO FUNDADO NA RELIGIÃ

A fé dos Incas foi manifestada em todas as áreas de sua vida: no trabalho, nas festividades, em cerimônias e em seu comportamento. A sociedade foi fundada sobre uma teocracia sagrada.

O Inca, a mais alta autoridade política e religiosa desta civilização, descendia do deus sol Inti em quíchua. Este último junto com Viracocha, o criador do universo, eram as divindades mais reverenciadas. Em homenagem a eles, enormes templos foram construídos e, de acordo com alguns historiadores, a lendária cidade de Machu Picchu foi fundada.

Embora não há certeza absoluta de quem habitava esta fortaleza incrível construído no topo de uma montanha, acredita-se que além de ser o local de descanso do nono Inca Pachacutec Yupanqui, também foi um centro cerimonial.

Momentos que marcaram a história desta região:

  • 1911: O historiador americano Hiram Bingham começa a procurar Machu Picchu
  • 1913: Criação de um programa de pesquisa na Universidade de Yale
  • 1983: Machu Picchu foi declarada Patrimônio Histórico da Humanidade pela Unesco
  • 2007: A cidadela Inca lendária é eleita uma das Sete Maravilhas do Mundo.

 

BERÇO DO MELHOR MILHO PERU

O Valle Sagrado, localizado a 2.900 metros acima do nível do mar e 32 quilômetros de Cusco, está imerso na serra peruana também conhecida como região andina e se alimenta do rio Urubamba ou Vilcanota, rio sagrado dos Incas que desce das geleiras da Cordilheira dos Andes.

O vale é caracterizado por ter algumas das terras mais férteis do Peru, bem como o seu clima ameno, as suas montanhas verdes e uma das vistas mais abrangentes dos picos andinos. Ele tem duas estações distintas: uma seca- de abril a outubro- e uma chuvosa- de novembro a março.

O terreno montanhoso da região foi um dos principais desafios enfrentados pelo Império Inca, no entanto, foram capazes de superar esse obstáculo. Os incas desenvolveram um sistema de cultura que continua a este dia: terraços feitos com muros de pedras nas encostas das montanhas e um complexo sistema de irrigação de canais e aquedutos.

As terras férteis do Valle Sagrado são protegidas dos ventos do planalto e estão a uma altitude moderada que favorece a agricultura. Esta área detém o título de ser o berço dos melhores grãos de milho Peru.

 

corn plantation, green landscape, Sacred Valley, Peru

O DEPARTAMENTO DE CUSCO: DIVERSIDADE GEOGRÁFICA

A área administrativa a que pertence o Valle Sagrado é o departamento de Cusco e seu relevo é variado. Tem cumes de até 4.700 msnm com picos nevados, planaltos andinos, desfiladeiros e vales férteis banhados por rios que vão para o Amazonas.

VIDA NATURAL

As altas montanhas que rodeiam o Valle Sagrado favorecem a vida e a evolução de centenas de espécies e subespécies. É um dos setores com maior produção agrícola no Peru e uma joia natural onde a vida abunda. Daí se colhe o melhor milho na América do Sul e frutas como pêssego, marmelo e morangos; o verde mancha as ladeiras das montanhas e o rio Urubamba dá vida a milhares de espécies de flora e fauna.

Junto com Machu Picchu, Valle Sagrado tem uma riqueza natural invejável e palpável aos olhos de todos os visitantes da área.

Mais de 200 tipos de pássaros habitam o Valle Sagrado. Entre eles, a condor andina destaca-se nos céus do planalto. Ele mede mais de um metro e pode passar horas voando sobre as montanhas à procura de animais mortos para se alimentar. O colibri gigante, entretanto, o maior de seu tipo no mundo, muitas vezes pousasse entre as flores que adornam o vale, e ao longo do rio Urubamba pode ser visto o pato torrente, um pássaro que tem a capacidade de mergulhar águas frias e cristalinas. Faça o download da lista de aves que temos disponíveis para os nossos viajantes ou peça em destino para que você possa ir checando as que você vê durante as suas explorações.

As flores e borboletas são abundantes na região. O jardim botânico nos arredores de Machu Picchu reúne mais de 120 variedades de orquídeas e em toda a área são mais de 400 tipos desta espécie.

Os camélidos, habitantes por excelência dos planaltos, são típicos da região. A lhama e alpaca foram domesticados a mais de dez mil anos atrás para servir como bestas de carga. A vicunha e guanaco, no entanto, permanecem em estado selvagem, embora sua pele e lã seja usada para produzir os têxteis andinos e outras obras internacionalmente reconhecidas pela excelente qualidade de suas fibras.

alpacas and llamas, typical fauna from Peru, animals, Sacred Valley

URSO DE ÓCULOS: UMA ESPÉCIE EM EXTINÇÃO

O urso de óculos é um dos oito ursos que existem em todo o mundo e é o único que vive na América do Sul. Ele vive na região andino-amazônica onde está localizado o Valle Sagrado, e vive em ecossistemas cujas alturas variam entre 500 msnm e 4500 msnm.

Ele é pequeno se comparado com os ursos em outras partes do mundo. Ele mede um metro e oitenta centímetros em média e pode chegar a pesar até 140 kg. Este urso tem pelagem preta ou marrom escura, manchas brancas circulares ao redor dos olhos, o focinho branco e manchas brancas no pescoço e às vezes no peito.

Atualmente, a caça é proibida, no entanto, está seriamente ameaçada. É possível vê-lo passear por Machu Picchu e seus arredores.

Faça o download da lista de aves

 

Outros destinos de explora

Subscreva a explora News. Receba nossas notícias todos os meses.